10 Vinhos Portugueses para servir no Natal - Bom Custo/Benefício.

A ceia de Natal é uma época de  festa onde a família e os amigos mais próximos se reúnem à volta da mesa. A  preparação dos pratos principais segue, normalmente, determinadas tradições  regionais ou familiares, o que faz com que alguns vinhos tintos se adaptem  melhor do que outros. Longe vão os tempos em que a escolha de uma garrafa de vinho era uma opção rígida: vinho  branco para o peixe e vinho tinto para a carne. Hoje em dia, a escolha de  vinhos é muito mais flexível e um bom tinto tanto pode acompanhar um prato de  carne como um de peixe. Nesse sentido, saiba quais são os 10 melhores vinhos  tintos para servir na ceia de Natal e conheça os pratos que melhor combinam com eles.


1. Herdade das Servas 2008

Este é um vinho tinto alentejano  que combina muito bem com o bacalhau cozido e os legumes que são servidos na  ceia de Natal. Ele é composto por uvas das castas Aragonês, Touriga Nacional, Alicante  Boushet e Syrah e apresenta um teor alcoólico de 15%. Trata-se de um vinho  forte de cor rubi escura, tem um aroma a frutos vermelhos e um paladar final  agradável e persistente.


2. Dom Divino Dão 2005

O Dom Divino 2005 da região do  Dão é um vinho tinto muito suave e acessível que acompanha muito bem qualquer  tipo de refeição. Para a ceia de Natal, escolha o Dom Divino de cor rubi com  teor alcoólico de 12,5%, uma vez que se trata de uma excelente opção para os palatos  mais ou menos exigentes. Ele tem um aroma suave a frutos vermelhos, não deixa  um sabor forte na boca e acompanha muito bem os pratos de bacalhau e/ou de peru.


3. Mundus 2007

O Mundus 2007 é um vinho tinto da  região da Estremadura com um teor alcoólico de 13,5%. Trata-se de um néctar  excecional com um sabor distinto a compota, fruta e tabaco, o que faz dele uma  ótima escolha para acompanhar um prato de peru no forno com ameixas.


4. Serras de Azeitão 2008

Este vinho tinto é proveniente  das terras do Sado e apresenta o selo da qualidade da bacalhoa. Trata-se de um  vinho tinto muito sofisticado, harmonioso e com forte aroma a frutos  silvestres. Ele combina muito bem com pratos de carne, especialmente com  assados.


5. Rapariga da Quinta 2008

A Rapariga da Quinta 2008 é um  vinho tinto robusto com um teor alcoólico de 14,5%. Ele é constituído pelas principais castas Touriga Nacional, Trincadeira e Aragonês  e combina muito bem com pratos mais compostos como por exemplo o Bacalhau à Zé  do Pipo ou o Bacalhau à Gomes de Sá.


6. Grão Vasco Dão 2006

O Grão Vasco Dão 2006 é um vinho  tinto excecional que combina muito bem com qualquer tipo de refeição. Tem um  teor alcoólico de 13%, apresenta uma cor rubi e um aroma a fruta vermelha  madura. Trata-se de um vinho equilibrado com um sabor final suave e delicado.


7. Monte Velho

O Monte Velho é um vinho tinto  alentejano que dispensa apresentações, uma vez que se trata de um néctar que  pode ser usado em todas as ocasiões, como por exemplo na ceia de Natal. Ele é  composto pelas castas Aragonês, Trincadeira, Touriga Nacional e Syrah e tem um  teor alcoólico de 14%. O seu sabor final é ligeiramente robusto graças aos  aromas de frutos do bosque envoltos em subtis notas de tosta.


8. Duque de Viseu Dão 2006

O Duque de Viseu Dão 2006 é um  vinho bastante aromático com toques de chocolate e de fruta madura. Ele tem um  teor alcoólico de 13% e é uma ótima escolha para acompanhar um prato de carne  assada ou um peru recheado. Por outro lado, também é de realçar que combina  muito bem com as sobremesas e/ou petiscos salgados.


9. Periquita

O Periquita é um dos vinhos  tintos portugueses mais populares e apreciados em toda a parte. Ele é produzido  com as uvas do tipo Castelão, Trincadeira e Aragonês, tem uma cor rubi  brilhante e viva e um aroma de frutas vermelhas maduras excecional. Trata-se de  um vinho jovem (apesar dos quase dois séculos de vida), equilibrado e intenso  que pode ser consumido de uma forma descontraída em qualquer tipo de refeição.


10. Mazouco 2007

O Mazouco é um vinho tinto  extraordinário proveniente da região do Douro. Trata-se de um vinho jovem e  frutado com um sabor muito intenso. Ele tem um teor alcoólico de 13%, apresenta  traços de sabor de ameixa preta e cereja, o que faz dele uma boa escolha para  pratos de bacalhau compostos, como o Bacalhau Espiritual, e pratos de carne,  como os que são feitos no forno.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!