Calor, vinho branco e comidinhas de praia

Mirella Martins 


Vamos combinar, não é nenhuma novidade dizer que dias quentes com praia, piscina e conjunção de sal, suor e maresia pedem mais vinhos brancos do que tintos. Entretanto, acredite, a população brasileira não se importava muito com esse conselho dos enólogos e entornavam as taças com mais cor. Mas o jogo virou. Um estudo recente da Le Fil Consultoria analisou menções no Twitter e no Facebook que faziam referência a bebidas em geral. E olhem só, vinhos brancos e tintos foram destaque.

Mais surpresa? Entre as citações analisadas, 53% fizeram referências ao tipo branco contra 47% ao tinto. Homens representaram um total de 55% de participação nessa análise. E se nas redes sociais o time dos "clarinhos" fazem mais sucesso, nas prateleiras também! Enquanto os tintos assistiram suas vendas crescerem 3,9% no Brasil, o seu primo branco cresceu 7%. Os dados são do Ibravin e refletem apenas os vinhos nacionais.

E já que calor, além de pedir frescor, no litoral recifense também pede comidinhas, indicamos vinhos brancos que harmonizem com o nosso repertório gastronômico de beira de praia. Seguem as dicas!

Frituras
-
Os vinhos mais leves e aromáticos, como os das uvas Riesling Itálico (que ainda por cima custam pouco), Malvasia de Candia e Sauvignon Blanc funcionam muito bem com aperitivos leves e com algumas frituras como a macaxeira e a lula.

Ostras
-
Sauvignon Blanc e ostras frescas são uma combinação perfeita. Cuidado apenas no exagero de limão e cominho, que podem ofuscar o frescor do vinho.

Queijo de coalho

- Pede Chardonnay, se possível um com alguma passagem por carvalho, mas novamente, olho no exagero de mel de engenho, que pode encobrir todos os sabores. Mas se você é mesmo um amigo dos doces, prove um vinho branco de sobremesa leve, bem geladinho, com seu queijo de coalho com melado. Fica delicioso!

Casquinho de caranguejo e siri - Pratos de preparação mais elaborada pedem uma ousadia a mais, como o ensopado de carne de caranguejo com leite de coco. A miríade de sabores do prato pede um rosé, que tenha frescor para encarar o leite de coco e um tantinho de tanino para segurar a carne e os temperos. Pode ser um espumante rosé também.

Camarões
-
São um clássico praiano, sobretudo na versão alho e óleo, clamando por um vinho de alta acidez, como um Viognier ou um Sauvignon Blanc. Pode rolar ainda com um espumante bem cítrico, leve e fresco, feito pelo método Charmat. Vale tentar até um Prosecco.



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!