Governo Britânico Vende Vinhos Para Equilibrar Despesas

 

Devido à política de austeridade, foram vendidas garrafas de Bordeaux clássicos

Garrafas maduras de Bordeaux, incluindo um exemplar do Château Latour de 1961, foram vendidas pelo governo britânico numa tentativa de equilibrar as contas. No último ano, a política de austeridade que vigora no país atingiu até mesmo as adegas do governo. 

Dentre os vinhos vendidos em leilão estão nove garrafas de Latour 1961. Outros exemplars vendidos foram Ausone 1978, Margaux 1983, Mouton Rothschild 1986 e Lafite Rothschild 1988 (12 garrafas cada), bem como seis garrafas de Petrus 1978. Ministros ingleses promoveram a venda de garrafas, dentre elas estão 69 de alguns dos melhores produtores de Bordeaux, incluindo seis exemplares de Château Haut-Brion 1989. Vários exemplares foram vendidos para a revendedora Farr Vintners, enquanto outros foram vendidos em leilão, angariando £ 56.000 até o final de março. 

Outros departamentos do governo também foram obrigados a pagar £ 16.762 pelo uso de vinhos em algumas recepções. Equipes de recepção do governo inglês compraram 3.810 garrafas de vinho por £ 50.054 no último ano, sendo 540 garrafas de Bordeaux e 180 de Champagne. Além disos, o Concha y Toro Merlot continua sendo o vinho tinto usado pelo governo em suas funções.

Vale lembrar que no ano passado, o governo da França tomou medidas similares e leilou cerca de 1.200 garrafas da adega presidencial, além de outras 1.400 da adega do Primeiro Ministro, tudo visando diminuir os gastos da gestão.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!