Ibravin elege novo Conselho Deliberativo

Moacir Mazzarollo (centro), representante dos produtores rurais, passa o cargo de presidente do Conselho Deliberativo para Dirceu Scottá, que representa as indústrias, tendo como vice-presidente Oscar Ló, que fala pelas cooperativas. Foto: Cassiano Farina


O enólogo e presidente da Uvibra, Dirceu Scottá, e o presidente da Fecovinho, Oscar Ló, foram conduzidos aos cargos de presidente e vice-presidente em Assembleia Geral Ordinária

O enólogo Dirceu Scottá foi eleito presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) para o biênio 2016/2017. Scottá é presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra) e foi indicado pelas entidades representativas da indústria vinícola com cadeira na entidade. O presidente da Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul (Fecovinho), Oscar Ló, foi eleito vice-presidente. A eleição segue o rodízio de entidades na direção do instituto e ocorre por consenso dos titulares.

Dirceu Scottá, que é o atual vice-presidente do Conselho, coloca como um dos principais desafios para os próximos anos a busca por maior competitividade do vinho brasileiro no mercado. "Precisamos valorizar mais o nosso produto, viabilizar a atividade vitivinícola desde a produção da uva até a chegada ao consumidor final", diz. Scottá afirma que o Ibravin e as demais entidades continuarão a atuar de forma coesa, respeitando as decisões do Conselho de forma democrática e em prol de toda a cadeia produtiva. "Dessa forma buscamos a redução da carga tributária, que é pesada e nos tira competitividade, a qualificação constante da matéria-prima para que o produtor também tenha melhor remuneração e viabilize a continuidade do trabalho na sua propriedade e continuidade da promoção dos nossos vinhos, sucos e espumantes", antecipa.

O viticultor Moacir Mazzarollo, que preside o Ibravin até o próximo dia 31, avalia que os dois últimos anos foram positivos, com a retomada do crescimento nas vendas e com avanços para a redução de tributos e maior representatividade política em nível federal e estadual. "Neste processo é fundamental o diálogo aberto que temos no setor e que terá continuidade com a indústria à frente do Conselho deliberativo", acredita.


Entenda o funcionamento dos Conselhos Gestores do Ibravin

O Conselho Deliberativo do Ibravin é formado 11 titulares e 11 suplentes indicados por oito entidades representantes da indústria, das cooperativas e dos produtores rurais, que se revezam na presidência, mais o governo do Estado do RS: Agavi, Uvibra, Fecovinho, Sindivinho, ABE, Comissão Interestadual da Uva, Sindicato Rural e Seapa/RS. O grupo se reúne pelo menos uma vez por mês para discutir as demandas do setor e as ações do Ibravin. A cada dois anos ocorre a eleição para a presidência e vice-presidência do conselho. A administração das verbas do Ibravin é acompanhada pelo Conselho Fiscal, formado por três membros, indicados pelo Conselho Deliberativo. Os conselhos Fiscal e Deliberativo são eleitos em pela Assembleia Geral.


CONSELHO DELIBERATIVO DO IBRAVIN - BIÊNIO 2016/2017

Presidente: Dirceu Scottá (União Brasileira de Vitivinicultura - Uvibra)

Vice-presidente: Oscar Ló (Federação das Cooperativas Vinícolas do RS - Fecovinho)





Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!