Projeto de proteção contra granizo entra em fase de teste na Borgonha

 

Viticultores vão instalar redes sobre os vinhedos, mas ideia ainda precisa ser aprovada por conselho

 

Um projeto que visa proteger os vinhedos de Borgonha dos prejuízos causados pelas chuvas de granizo com redes está sendo testado pelo Conselho de Vinhos da Borgonha (BIVB). O plano está sendo executado devido à falta de sucesso dos canhões anti-granizo, que não conseguiram impedir os danos causados em Pommard, Volnay, Mersault e Beaune por uma forte chuva de granizo pelo terceiro ano seguido.

Dessa forma, redes estão sendo instaladas em vinhedos para evitar os malefícios causados por fortes chuvas de granizo. “Nós estamos observando o que pode ser feito com as redes”, afirmou Cecile Mathiaud, do BIVB. 

De acordo com as autoridades da Borgonha, 5 mil hectares de vinha em toda região foram afetados por uma forte chuva de granizo no mês passado. Nesse cenário, segundo o BIVB, apenas 30% dos produtores possuem o seguro que cobre por danos causados aos seus vinhedos, sendo que alguns enólogos pediram ao governo apoio financeiro. 

No entanto, a instalação das redes em vinhedos da Borgonha desperta incertezas por conta da possibilidade de elas bloquearem a entrada da luz solar nas vinhas. Para o fornecedor de vinhos para a Berry Bros & Rudd e Decanter, Jasper Morris MW, ainda existem muitas perguntas não respondidas sobre o novo projeto. 

Dentre vários questionamentos, Morris se pergunta o tempo em que as redes ficariam protegendo os vinhedos. “Elas (as redes) protegerão as videiras somente durante o período que apresenta perigo? Ou servirão como uma proteção a mais sempre em que houver a hipótese de chuva?", questionou. 

De acordo Mathiaud, as redes só entrarão em atividade no país se forem aprovadas pelo Corpo de Denominação Nacional da França, o INAO. “Se todos estiverem de acordo, seu uso entrará em vigor”, disse. 

O tempo de espera por uma decisão, contudo, pode ser precioso para os vinhedos localizados nas partes mais atingidas. "Nós perdemos o equivalente a duas colheitas ao longo dos últimos três anos", disse Thiebault Huber, do Domaine Huber-Verdereau e presidente do Volnay Wine Council. Todavia, segundo Mathiaud, as vinhas de Borgonha que não sofreram com o granizo podem ter uma boa colheita em 2014. 

As redes, porém, já são amplamente usadas em outras regiões vinícolas que possuem grande incidência de chuvas de granizo, como por exemplo, a região de Mendoza, na Argentina.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!